domingo, 29 de dezembro de 2013

O MAIOR ACONTECIMENTO DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

“E o verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” João 1.14
Se visitássemos o maior jornal do mundo e perguntássemos qual fora a maior manchete da história, com certeza, entre muitos acontecimentos que marcaram o mundo, a resposta seria restrita somente ao tempo de circulação do jornal. Mas se fôssemos buscar na história de toda a humanidade, qual seria o maior acontecimento? Algo que mudou a história, algo que afetou o maior número de vidas? O fato mais marcante e extraordinário já acontecido? Talvez alguém lembrasse a invenção da imprensa, com Gutenberg. Outros diriam que fora o voo inaugural da aviação em 1906, com Santos Dumont. A explosão atômica de 1945? A morte de Kennedy? Ah Sim, o pouso do homem na Lua em 1969?

Teremos que aplicar alguns critérios para podermos descobrir este fato com maior justiça. Primeiramente, o fato mais extraordinário que aconteceu na história da humanidade deve ser aquele que conseguiu dividir a própria história, em antes dEle e depois dEle. Deverá ser lembrado até hoje e também fazer parte das orações do maior número de pessoas no mundo. Bom, na verdade, a maior parte do planeta o insere em suas orações. Isto mesmo, a maior acontecimento não deve se limitar ao natural e invadir o campo espiritual.

Que tal vencer a morte? Isto mesmo, não se limitar a um grande evento no dia da sua morte, mas sim ser lembrado por justamente vencê-la e ter todos os holofotes voltados para a sua ressurreição. Já sabemos qual é, ou melhor, quem é. Seu nascimento é a maior festa do mundo, mobilizam várias nações, famílias, presentes, encontros. Deve ser regado com muita alegria, amor e solidariedade. Estamos vivenciando este período e podemos dizer que o maior acontecimento da humanidade não foi o homem pisar na lua e sim Deus pisar na terra, sim, o próprio filho de Deus se despir de sua Glória e Majestade para vir ao mundo, estar entre nós, pobres pecadores. Cristo Jesus é o Verbo de Deus que se fez carne e habitou entre nós, a fim de nos redimir do pecado.

Natal, data que o mundo cristão comemora o nascimento do Jesus, o filho de Deus que nos foi enviado pelo Pai, isto é maravilhoso, porém, devemos lembrar que o Filho de Deus esteve presente eternamente, atuando especialmente na história da Salvação. Ele veio como homem e sua glória foi vista entre os homens, pregou o evangelho, fez maravilhas, realizou a obra da redenção na cruz do calvário e retornou ao céu, após ressuscitar. Cristo então dirige a sua Igreja e voltará em glória para estabelecer a paz universal.

Que neste Natal, possamos convidar o homenageado para entrar não só em nossas casas, mas em nosso coração, e não nos limitar a tê-lo apenas nesta época, mas sim, o ano todo. Aquele que até a matemática tornou ilógica, pois veio a terra sendo 100% homem e 100% Deus, quer Ele transformar muitas vidas ainda através de sua presença real e verdadeira. Seu poder vai além das instituições militares e políticas deste mundo. Está acima de todas as hostes celestes. Muitos ainda não compreenderam a amplitude desta verdade, mas finalizo este artigo citando 1 Timóteo 6.15 que diz: “A qual, a seu tempo, mostrará o bem-aventurado e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores”. Que a graça e a paz de nosso Senhor Jesus Cristo seja contigo não só neste Natal, mas para sempre!



Artigo publicado no Jornal O Semanário. Dezembro de 2013.

Nenhum comentário: